Modo noturno

O diferente e bizarro faz bem

30 de set de 2014

Em nosso planeta (e no universo) existem tantas coisas que muitos consideram bizarras. Mas uma boa parte da nossa sociedade prefere agir sobre os conceitos que perduram por alguns anos. Isso até aparecer algo completamente bizarro.

Eu mesmo tento ser o mais bizarro possível. Até criei uma palavra. Hehe!! Bom... o que eu chego a considerar bizarro (muito além do diferente) são coisas que vão contra o contexto social de quase todo o mundo. Além de coisas banais como um refrigerante sabor pizza e a falta de senso que chega a níveis extremos!

Quando aparece algo extremamente bizarro, se pelo menos uma pessoa gosta já é alguma coisa. Mas em uma semana pessoas se revelam e se rebelam contra as tradições chatas e começa a aceitar o bizarro e deixa de lado costumes como se importar com o que os outros dizem ou pensam e sai na rua pintado de azul, roxo, amarelo... ou então sai por aí dançando pelado na rua. Ou então bandas musicais extremamente bizarras aparecem ou então se a pessoa for além da imaginação poderá criar novas formas de vida mesmo que a mesma não sirva para nada.=P

Enfim... coisas bizarras que pessoas gostam e por serem poucos que tem a coragem de expor essas poucas pessoas ficam mundialmente famosas e aclamadas por muitas pessoas. Geralmente quem foge muito das regras sociais acaba sentindo uma sensação muito prazeirosa. E o prazer acontece por causa da endorfina, que é um neurotransmissor que você libera em seu cérebro que tem aí dentro desse osso que você chama de cabeça e os mais chegados chamam de "crânio"

O frenetissismo que ficam os seus neurônios quando entram em contato com algo extremamente bizarro e a dopamina dilatando os vasos sanguineos chega a fazer tão bem que cada vez mais vemos pessoas sem o minimo de nano de atomo de noção.

Eu sempre defendo o bizarro. Adoro dragões e pessoas que fazem loucuras para ser diferentes! Amo algumas coisas frenéticas (apesar de minha mente viver na calmaria). Enfim! Não sou muito de seguir conceitos sociais e apenas me foco com o desenvolvimento dos meus neurônios e da minha saúde mental que tende ao extremo bizarro e estranho.

Por enquanto é só pessoal!=)

Nenhum comentário:

Postar um comentário